Últimas

MATINHA: População cobra justiça pela jovem morta à facadas por irmãs



Manifestantes saíram às ruas da cidade de Matinha, na manhã desta quinta-feira, 11, para cobrar justiça no caso da jovem, Kelrry Daiane Ferreira Mouzinho, 28 anos, assassinada cruelmente na porta de sua casa com várias facadas na manhã da última terça-feira, 09 de abril, no bairro Novo em Matinha-MA.

Familiares, amigos e moradores da cidade, revoltados com o acontecido, participaram da manifestação. Eles saíram da residência dos familiares da vítima e foram à Delegacia local, Fórum de Justiça e à Promotoria. Durante o percurso e as paradas em frente à esses órgãos públicos, os manifestantes gritavam palavras de ordem e cobravam a elucidação do crime que chocou a cidade e repercutiu no estado.

VEJA TAMBÉM

• Irmãs acusadas de matar jovem em Matinha-MA se apresentam na delegacia


A revolta dos manifestantes é pela demora na prisão das duas mulheres apontadas como autoras do assassinada de Kelrry Daiane. Principalmente depois que, as irmãs Tainá dos Santos e Taynara dos Santos, acusadas do crime, se apresentaram acompanhadas de um advogado na cidade de Rosário, e por terem fugido do flagrante, foram liberadas. 

A família da vítima reclama da falta de delegado na cidade de Matinha, o que demora na apuração do caso. Para eles, a prisão preventiva das acusadas já deveria ter acontecido. Esse foi um dos pedidos dos manifestantes ao promotor e ao juiz da cidade.






Nenhum comentário

Os comentários serão moderados antes de serem publicados.