Últimas

Motorista que matou 4 na ponte Bandeira Tribuzzi tem prisão preventiva decretada




AJustiça do Maranhão converteu em prisão preventiva a prisão em flagrante de Victor Yan Barros de Araújo, de 25 anos, causador do grave acidente que matou quatro pessoas e deixou outras cinco feridas no Jaracaty em São Luis no último domingo, 8. O motorista segue hospitalizado em uma Unidade Médica da capital.

Ele irá responder por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e homicídio culposo (quando não há intenção de matar). 

Segundo informações da delegada de Acidente de Trânsito (DAT), Rosa Maria Nava, duas testemunhas já foram ouvidas e o caso continua sendo investigado. A Justiça determinou que a alta de Victor Yan seja informada a fim de que seja agendado o seu depoimento.


A delegada da DAT ainda informou que Victor Yan se recusou a realizar o teste do bafômetro e exames de sangue, mas um termo lavrado comprova que o mesmo apresentava sintomas de embriaguez ao volante.

Informações dão conta de que o motorista estava a 100km/h, sendo que a permitida na via era somente de 60km/h.  A colisão ocorreu após o condutor perder o controle do veículo [Toyota Corolla branco, de placa PMG-5258] no início da ponte Bandeira Tribuzzi. O veículo saiu da pista, capotou e caiu em uma área residencial atingindo várias pessoas que estavam no local.

A causa do acidente foi a perda total da direção aliada à velocidade excessiva em que o veículo trafegava no último domingo, 8 de setembro, o que ocasionou a morte de quatro pessoas e pelo menos cinco ficaram feridas no bairro do Jaracati, em São Luís.

MORTOS NO ACIDENTE


Tiana Naid Alves Correa, 32 anos, veio a óbito no hospital; Carla Correa Diniz, 40 anos; Henrique Martins Durans Neto, de 37 anos e Maurício Andrey Soares, passageiro que estava no carro que provocou o acidente.




O condutor


O jovem de 25 anos é morador do bairro Quintas do Calhau, foi apresentado no Plantão Cajazeiras com sinais de embriaguez onde foi autuado em flagrante e levado para a Penitenciária de Pedrinhas. Ele continua preso, contudo, a família pretende arbitrar fiança para Victor Yan sair da cadeia.






Nenhum comentário

Os comentários serão moderados antes de serem publicados.